Dez meses depois o regresso a correr com dorsal!

Dez meses depois o regresso a correr com dorsal!

Dez meses depois o regresso a correr com dorsal!


Correr os 340kms com 30.000m desnível positivo do Tor dês Geants, uma semana depois de ter feito 100kms no UTMB, onde saí com mazelas foi um erro que me custou caro.

Mas se não levamos o corpo ao extremo, nunca vamos saber onde estão os nossos limites, vejo sempre nestas “loucuras” uma forma de aprender e evoluir.

Na ultra distância, nas aventuras de correr vários dias, nos desafios invernais, é muito difícil saber onde está fronteira de um sofrimento que é tolerável e recupera dias depois, ou o desenvolver de uma lesão grave, como foi o meu caso no Tor.


Foram meses muito difíceis, duvidas se poderia voltar a correr novamente, quando tinha no programa tanta e tanta atividade, a volta a Portugal a correr, o Appalachian Trail nos EUA com o meu amigo Harvey Lewis, e tantas outras provas pelo Mundo.

Mas  o pior já passou e olhando para a frente, acredito que tudo voltará ao normal, e o normal é continuar a fazer aquilo que mais gosto, correr e descobrir com amigos este mundo fantástico.


Este fim de semana voltei a pôr dorsal para uma prova de trail, a Vila de Ponte da Barca acolhia a festa da Juventude, e a organização pediu-me para apadrinhar esta atividade.

Sou convidado por muitos eventos, infelizmente não posso ir a todos, mas estas semanas têm sido muito preenchidas neste campo.



Inicialmente era para correr a prova mais curta, creio que 14kms, mas como o a minha equipa de trabalho (Carlos Sá Nature Events) estava inscrita nos 28kms, arrisquei e reforcei a mesma. Consegui acompanhar o Zé Pereira e restante frente da corrida na subida, apesar dos kgs a mais que agora com treino regular terão de desaparecer, já na descida o impacto e a falta de treino, levaram-me a descer com cautela.

Na parte final vim conversando com atletas da prova mais curta e feliz por estar na “minha praia” de novo, consegui ainda ficar em quarto lugar e ajudar a minha equipa que venceu na geral, mas isso pouco importa.


Nos dias seguintes romei novamente a Penacova, algumas atividades para as comemorações do feriado municipal, oportunidade para treinar e promover o Centro de Trail que está cada vez mais ativo.